Crítica | A Forma da Água (2017)

Se não fizermos nada, também não somos humanos. A Forma da Água é o filme com mais indicações ao Oscar 2018, 13 indicações que se mostram merecidas enquanto se assiste ao filme. Guillermo del Toro consegue mais uma vez entregar um dos seus ótimos filmes de monstros enquanto Sally Hawkins traz uma incrível interpretação sem se expressar com falas, apenas com gestos e olhares que dizem muito mais que qualquer fala.

  • Década de 60. Em meio aos grandes conflitos políticos e transformações sociais dos Estados Unidos da Guerra Fria, a muda Elisa (Sally Hawkins), zeladora em um laboratório experimental secreto do governo, se afeiçoa a uma criatura fantástica mantida presa e maltratada no local. Para executar um arriscado e apaixonado resgate ela recorre ao melhor amigo Giles (Richard Jenkins) e à colega de turno Zelda (Octavia Spencer).

A maquiagem dos monstros nos filmes de Guillermo del Toro sempre são de uma beleza e detalhamento incríveis e em “A Forma da Água” não é diferente, a criatura interpretada por Doug Jones, Ator que já interpretou diversos monstros em filmes de del Toro e a criatura Homem-Peixe é tão incrível quanto as anteriores, o monstro é cheio de detalhes e vida que juntos com a interpretação de Doug Jones fazem a criatura parecer real.

A trilha sonora composta por Alexandre Desplat é incrível, as músicas compostas para o longa são belas e funcionam em perfeita harmonia junto com as músicas mais famosas que compõem a trilha sonora, incluindo “Chica Chica Boom Chic” de Carmem Miranda. A trilha sonora do filme muitas vezes de musicais assistidos durante o longa ajuda a compor o ambiente e assim aumentam a imersão do espectador.

A fotografia do filme é incrível, os tons de verdes e azul junto da iluminação escura usada durante o filme dão uma beleza que ligados a câmera quase sempre próxima dos personagens principalmente em diálogos fazem a fotografia ficar cada vez mais bela fazendo merecer a indicação ao Oscar de Melhor Fotografia.

As atuações do filme estão incríveis, Sally Hawkins interpreta Elisa Esposito a protagonista muda do filme ou como descrita pelo narrador no início do longa “A Princesa Sem Voz”, Sally nos estrega uma ótima atuação, sem ter falas para se expressar seus gestos e olhares passam toda a carga emocional das cenas e diálogos, totalmente digna de sua indicação ao Oscar de Melhor Atriz, Octavia Spencer interpreta Zelda D. Fuller amiga e a voz de Elisa no trabalho, Zelda é responsável por algumas das partes mais divertidas do filme quase sempre falando sobre seu marido Brewster(Martin Roach), Octavia traz uma ótima interpretação de uma personagem divertida, forte e companheira, muito ligada a Elisa, Richard Jenkins interpreta Giles um pintor fracassado, vizinho e melhor amigo de Elisa, Richard traz uma ótima carga emocional para o personagem junto de uma ótima interpretação reconhecida com a indicação ao Oscar de Melhor Atoar Coadjuvante, Michael Shannon interpreta Strickland o antagonista do filme, um vilão completo, ele é sádico, moralista e um homem odioso, a interpretação de Michael está perfeita, ele te faz odiar o personagem em cada cena com ele.

A trama do filme se passa na década de 60, no auge da guerra fria e da corrida espacial, uma trama simples até, mas enriquecida pelo roteiro de Guillermo del Toro e Vanessa Taylor, a história flui muito bem, sem barrigas com os personagens sendo bem explorados, fazendo valer muito bem sua indicação ao Oscar de Melhor Roteiro.

A Forma da Água (The Shape of Water) é com certeza um dos melhores filmes de 2017(Lançado em 31 de agosto no festival de Veneza na Itália), suas 13 indicações ao Oscar muitas bem merecidas, del Toro se supera nesse filme que de acordo com ele mesmo é o seu filme favorito. O longa tem muitos pontos positivos e poucos negativos, talvez o fator que o filme precisa que você compre a história e seus personagens sejam algo que pese bastante, mas mesmo assim os detalhes e a riqueza técnica já fazem o filme ser ótimo, as atuações então, estão impecáveis, até os personagens mais caricatos são muito bem interpretados e juntos isso fez o filme receber tantas indicações ao Oscar.


A Forma da Água foi indicado para os Oscar de:

Melhor Filme.

Melhor Diretor: Guillermo del Toro.

Melhor Atriz: Sally Hawkins.

Melhor Atriz Coadjuvante: Octavia Spencer.

Melhor Ator Coadjuvante: Richard Jenkins.

Melhor Roteiro Original: Guillermo del Toro e Vanessa Taylor.

Melhor Trilha Sonora Original: Alexandre Desplat.

Melhor Direção de Fotografia: Dan Laustsen.

Melhor Figurino.

Melhor Mixagem de Som.

Melhor Edição de Som.

Melhor Design de Produção.

Melhor Edição.

Deixe um comentário!